Afrânio Barão (D), na reunião da executiva.
Motoristas e donos de empresas estão apavorados.
O presidente William Enock com os trabalhadores.