Advogado volta com “sacola cheia de liminares” para destituir diretores sindicais

Presidentes de todos os pequenos, médios e grandes sindicatos de trabalhadores do Amazonas, estão agendando uma reunião com a Procuradoria Regional do Trabalho (PRT), para denunciar um grupo de advogados liderado pelo especialista em ação de destituição de diretorias sindicais, Amadeu Maués, sempre às vésperas do depósito do imposto sindical.

Os presidentes também devem ir à Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-AM), formular uma denúncia contra o advogado Amadeus Maués por falta de decoro, ética profissional e crime contra o patrimônio dos trabalhadores. Maués é o mentor de várias peças de destituição de diretorias sindicais em 2015 e 2016, entre elas, a do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Especial (Sindespecial) por duas vezes, dos Vigilantes, dos Rodoviários por duas vezes e, a maior delas, a do Sindicatos dos Metalúrgicos, no final de setembro de 2016.

Advogado Amadeu Maués é o chefe dos advogados especialistas em montar peças de destituição de diretorias sindicais.

Amadeu Maués é o chefe dos advogados especialistas em montar peças de destituição de diretorias sindicais no Amazonas.

Com um detalhe. As destituições das diretorias desses sindicatos sempre foram feitas ás vésperas do depósito do imposto sindical e, em plantões judiciais de final de semana. Quando Amadeu consegue, por meio judicial, eleger uma Junta Governativa de sua confiança, para dirigir a instituição sindical, a primeira coisa que pede ao Juiz é o direito de movimentação das contas bancárias.

Ele é autor da ação que colocou um grupo de empresários e empreiteiros na Junta governativa para dirigir o Sindicato dos Metalúrgicos por dois meses, tempo suficiente para sacarem algo em torno de R$ 1,5 Milhão e saíram sem prestar contas à própria justiça que os colocou lá através de liminar.

O mesmo desfalque foi feito no Sindespecial. De acordo com diretores desse sindicato, eles levaram mais de R$ 400 Mil reais sem prestar contas à justiça. Nos Rodoviários, o prejuízo foi de R$ 1,3 Milhão. Em todos esses sindicatos eles não pagaram trabalhadores do administrativo, água, luz, telefones, impostos e fornecedores.

O advogado Amadeu Maués é um especialista nesse tipo de ação e tem um grupo de advogados e facilidades dentro da Justiça do Trabalho do Amazonas. Por algum motivo ainda não explicado, ele consegue emplacar suas ações, a maioria nos plantões de final de semana.

Existe até gravações, onde ele afirma que tem liminares prontas com juízes, garantindo que em uma determinada data, cairá uma ou outra diretoria sindical através dessas liminares anunciadas e autorizadas por antecedência.

Ações para 2017

Amadeus Maués já iniciou o ano anunciando que tem liminar pronta, garantida por um juiz plantonista, para entrar no sindicato dos Rodoviários. Dos Metalúrgicos, ele até que tentou, mas não conseguiu.

Ontem (13), ele voltou à carga anunciando que vai conseguir um juiz para assinar uma liminar nos próximo dias. Duas delas já caíram. Juízes comprometidos com a ética, desconsideraram as argumentações do “bando” liderado pelo o advogado.
As peças apresentadas são sempre as mesmas. Contém sempre as mesmas argumentações, só muda os nomes dos denunciantes, os nomes das juntas governativas e os dias de entrada nos plantões judiciais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *