Decisão no Sindespecial foi por Junta Governativa formada por sindicalizados

Os trabalhadores dos transportes Especial (Sindespecial), decidiram em assembleia da categoria, hoje (15), no Clube dos Sargentos da Polícia Militar, Zona Norte de Manaus, que só aceitam membros da categoria, sindicalizados, para formar a Junta Governativa que vai dirigir a instituição sindical até a chamada de novos eleições.

A categoria escolheu por unanimidade, os associados William Enock (presidente), Gabriel Marinho (Tesoureiro) e Leandro Furtado (secretário geral). Foram mais de 150 trabalhadores na assembleia confirmando os nomes.

Trabalhadores decidem qual diretoria eles querem pra eles – foto: divulgação

O Sindespecial passou por mais um ataque de grupo especializado em pedidos de destituição de diretorias sindicais, no Tribunal do Trabalho, nos plantões de final de semana. Os desempregados Geraldo Firmino, João Bradão e Keuyson Pantoja do Nascimento, foram os autores da peça que suspendeu a diretoria legitimamente eleita, alegando irregularidade nas eleições.

Dessa vez, prevaleceu o bom senso do Juiz Titular do Trabalho, João Alves de Almeida Neto, que em vez de empossar uma Junta Governativa ligada a eles, como queria a quadrilha, resolveu determinar que a categoria decidisse para que lado ela queria ir, qual junta governativa ela quer para chamar as eleições.

Eles foram unânimes na escolha de trabalhadores sindicalizados e não aventureiros desempregados, que querem entrar no sindicato para saquear os bens, e dar imenso prejuízo ao patrimônio da categoria.

Agora cabe a um representante dos trabalhadores levar a decisão da assembleia geral da categoria ao Juiz, no Tribunal Regional do Trabalho (TRT-AM), que deve empossar a Junta Governativa escolhido e determinar que ela chame eleição no prazo máximo de 180 dias.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *