Geraldo Firmino se junta com João Bradão para entrar com liminar no Especial

Mais uma vez, o desempregado Geraldo Firmino se juntou com outros dois golpistas para tentar entrar à força na direção do Sindicato dos Transportes Especial.

Dessa vez, ele foi atrás do especialista em montagem de liminares, o industriário João Bradão e do desempregado Keuyson Pantoja do Nascimento, para entrar com pedindo de destituição da atual diretoria na Justiça e tentar entrar como uma Junta Governativa, até se empossarem na direção do Sindicato.

Especialistas em liminar para derrubar sindicatos, João Brandão, Geraldo Firmino e Keuylson Pantoja – foto: montagem

Como todos sabem, o Geraldo Firmino, saiu do Sindicato há quase 10 anos, acusado de roubo e sumiço do patrimônio da instituição sindical. Desde então, ele vem tentando voltar através de liminar na Justiça.

A categoria está indignada com o indivíduo pernicioso, doente, que não quer trabalhar, mas se especializou em dar golpes nas direções dos Sindicatos. Para trabalhadores de quatro categorias (Rodoviários, Metalúrgicos, Construção Civil e Especial), os três fazem parte de “uma quadrilha” especializada em forjar irregularidades nos sindicatos, para entrarem, saquearem o patrimônio dos sindicatos, negociar as Convenções Coletivas e depois passar uma temporada só gastando o resultado do furto. “Vejam as redes sociais deles. É festa em cima de festa”, aponta um diretor dos metalúrgicos.

Saqueadores de Sindicato 

Levantamento feito por sindicalistas, após eles saírem dos sindicatos a mando da Justiça, dão conta de mais de R$ 8 Milhões de prejuízos aos trabalhadores. Os três, na verdade, são os que se expõem. Tem muito mais gente por trás, formando “a dita quadrilha das liminares” e saqueadores altamente perigosos. Sindicalistas tem pedido ao Ministério Público, à Polícia Federal, aos Juízes dos tribunais do Trabalho que façam uma investigação para ver a veracidade do que eles estão falando.

Dessa vez, prevaleceu o bom senso do Juiz Titular do Trabalho, João Alves de Almeida Neto, que em vez de empossar a Junta Governativa, como queria a quadrilha, resolveu chamar a todos, diretoria eleita e os golpistas para conversar. Ele quer provas, da denúncia de que o Sindicato realizou eleições só para Manaus, em vez de ser para todo o Amazonas, conforme consta em seu estatuto. Hoje o Sindicato dos Transportes Especial só tem associados em Manaus, uma vez que as empresas só operam em Manaus e todos os associados moram em Manaus. Fácil de deduzir, mas os especialistas em liminares usaram isso como argumentação para tomar o Sindicato para eles.

Chefe do grupo

Depois de pesquisar, o presidente do Sindicato dos Transportes Especial, William Enoc, descobriu que o chefe do grupo, o que financiou todas as despesas da ação foi o empresário Elias Sereno, que também é presidente da Federação dos Trabalhadores do Comércio (FTC). Elias tem aparecido em quase todas as ações de pedido de destituição de diretorias sindicais, na condição de financiador de grupos.

Diretorias em queda

“Onde tem uma diretoria caindo, lá está o Geraldo Firmino no bolo”, aponta um dirigente dos metalúrgicos. Do mesmo jeito, é o João Brandão, que nunca dirigiu um ônibus, mas quer ser presidente de uma categoria que trabalha com ônibus, o Especial.

João Bradão saiu corrido dos metalúrgicos. Ele reuniu um grupo de desempregados, igual a ele, nas filas de emprego do Distrito Industrial, para entrar com liminar na justiça pedindo a destituição da diretoria dos Metalúrgicos. Deu com a cara no chão, saiu corrido de lá e quase apanhou da categoria, que já não aceita mais esse tipo de golpe nas direções dos Sindicatos.

Keuylson Pantoja, bem, esse está sendo usado pelos dois especialistas em golpes dos sindicatos. O Keuylson sempre andou atrás de sobras, uma vaga em algum lugar onde um grupo estivesse fazendo algo de errado. Ele andou em grupos de golpistas nos Rodoviários, Metalúrgicos, duas vezes no Especial e agora retorna com vontade de encher os bolsos, depois de anos na penúria. Ele é interesseiro e está achando que vai ganhar muito dinheiro na direção do Especial.

Abra a decisão da Justiça aqui ….     Decisão Afastamento (1)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *